O papel do magnésio na vida celular.

O magnésio é um dos mais importantes minerais promotores da saúde. Está presente em mais de 300 reações enzimáticas do corpo humano, além de prevenir várias doenças crônicas.


O elemento magnésio geralmente está deficiente no corpo humano, e normalmente a sua presença é muito baixa em alimentos.

Muitas pessoas não possuem reserva adequada deste elemento no corpo, pois normalmente além de ingerirem alimentos com baixo teor de magnésio o próprio corpo consome este elemento intensamente em diversas situações como o estresse, doenças ou atividades físicas frequentes.

O magnésio é ainda indispensável para a perfeita estrutura e função da mitocôndria, nas células humanas. A maioria das reações na síntese de acido nucleico da proteína também necessita da presença do magnésio. 

Os ribossomos, onde se processa a biossíntese de proteínas, são altamente dependentes do magnésio para manutenção da sua estabilidade física.

Inclusive, é um elemento fundamental na formação da clorofila das plantas, entra na estrutura da clorofila possui funções adicionais a fotossíntese, fonte final de toda energia armazenada neste planeta,  daí a importância na disponibilidade deste elemento no solo e na água, para que as plantas possam tê-lo para síntese.

“Sendo regulador de processos celulares esta diretamente envolvido na contração muscular, na transmissão nervosa e neuromuscular.

Por isso o uso do magnésio na saúde humana data de milhares de anos, povos da antiguidade consumiam cinza vulcânica em pó finíssimo do Vesúvio, altamente rica em magnésio.”

Além disso, é um componente necessário ao processo da digestão, que também regula os níveis de cálcio no organismo. O magnésio desmancha calcificações, relaxa músculos e nervos, amacia articulações, cartilagens, e tendões.

Ele é absolutamente essencial à vida e necessário para todos os principais processos biológicos, inclusive o metabolismo da glicose, a produção de energia celular e a síntese de ácidos nucleicos e proteínas

Possui também participação importante nas modificações da permeabilidade celular, consequentemente na respiração celular, e nos da uma ideia importante desta ação retendo por sua vez aquilo que é necessário e rejeitando os dejetos.